detalle cabecera

HUB AEROESPACIAL

Ar de otimismo no sector aeronáutico

 
 

 
“Nos próximos vinte anos, este mercado crescerá de forma espetacular”, assegurou o diretor comercial de Airbus, John Leahy. “Duplicará. Com efeito, o dobro será alcançado em quinze anos. Necessitaremos 32.600 aviões, o que supõe 4,9 bilhões de dólares. Definitivamente, é um mercado em crescimento”.

Este otimismo vem comprovado pela informação recolhida o passado mês de junho no salão de Le Bourget e pelas declarações de dois grandes construtores aeronáuticos do mundo, AIRBUS e BOING que preveem um aumento mais rápido da procura nos próximos vinte anos, especialmente na zona Asia-Pacífico e na Rússia onde, nas próximas décadas se preveem aumentos substanciais no número de passageiros de tráfego aéreo e, com base nisto, no número de aviões que necessitar-se-ão para cobrir a procura.
 
 

Situação do sector na Andaluzia

 
A Andaluzia consolidou-se nos últimos anos num espaço vanguardista no sector aeronáutico.

O sector aeronáutico andaluz concentra boa parte da sua atividade no eixo Sevilha–Cádiz, que acolhe o 93% das empresas (74% em Sevilha e 19% em Cádiz) e a prática totalidade dos centros de apoio à industria e I+D+i. A presença neste território de plantas de desenvolvimento e montagem de Airbus e EADS motivaram em boa medida o crescimento em redor a elas desta industria auxiliar.

Um estudo realizado pela HELICE (ANDALUSSIAN AEROSPACE CLUSTER) classifica o passado exercício de 2016 como um ciclo anual muito positivo: +723 empregos e +55M€ de faturação.

A faturação global do sector aeroespacial na Andaluzia cresceu em 2016 um 2,4% em relação a 2015, até alcançar os 2.400 milhões de euros, e supôs o 1,62% do PIB global andaluz (148.468 M €). Ainda assim, o emprego criado no sector aeronáutico aeroespacial segue sem atingir os seus limites na Andaluzia. Com mais de 14.400 pessoas trabalhando nesta industria na comunidade, sobe mais de um 5,26 %.
 

hub

 
grafismo_NUEVO_ANDALUCIA

 

Situação do sector no Alentejo

 
Portugal conta com o AED Cluster que é uma plataforma dinamizadora e agregadora dos sectores Aeronáutico, Espaço e Defesa para, a partir das sinergias criadas entre as competências dos seus associados, fomentar atividades de investigação, desenvolvimento e inovação, formação, qualificação e internacionalização, contribuindo para gerar riqueza, emprego e o bem-estar dos associados e da sociedade. Em 2017 o AED Cluster Portugal foi oficialmente reconhecido pelo Governo de Portugal como Cluster Nacional de Competitividade para os sectores da Aeronáutica, do Espaço e da Defesa. Com este reconhecimento reforçou-se a sua missão, em particular a promoção dos três sectores, a dinamização de sinergias e a participação em projetos colaborativos de I + D, a nível nacional e internacional. O AED Cluster Portugal integra atualmente cerca de 70 entidades, 18.000 empregos altamente qualificados, um volume de faturação de 1.700M € e uma capacidade exportadora de 87% aproximadamente.

grafismo_NUEVO_ALENTEJO
logo aeris footer
facebook twitter youtube


© Copyright 2017 | Aeris | Todos los derechos reservados | Aviso Legal
Orçamento total do AERIS: 1.571.360€ (75% financiado por fundos FEDER)
Aeris Hub